Abrangência

A abrangência do sistema para a Fase 1 tem como prioridade as Cidades Sede, que são as cidades e respectivas regiões metropolitanas priorizadas pelo Edital de Chamamento MMA no 02/2012, sendo: Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo; também inclui a composição de municípios definidos como Aglomerações Urbanas (AU), Regiões Metropolitanas (RM) e Regiões Integradas de Desenvolvimento Econômico (RIDE).

Ainda que os esforços para cumprimento das metas estejam concentrados nas Cidades Sede, nota-se crescimento na movimentação da triagem e recuperação dos recicláveis também nas cidades denominadas Ex-Sede, atendendo inclusive municípios de outros estados da federação, nas quais as cooperativas e associações de catadores de materiais recicláveis são apoiadas pela Coalizão e consideradas no âmbito das ações de logística reversa de embalagens, em consonância com o Edital de Chamamento e o Acordo Setorial.

Coperativas - Triagem

Os catadores têm conquistado valor e reconhecimento na busca das soluções para os resíduos e consequentemente uma melhor qualidade de vida nas cidades. São os protagonistas prioritários no processo em cadeia da reciclagem. Organizados em cooperativas, os catadores são considerados pela PNRS como agentes da gestão do lixo, com participação tanto na coleta seletiva como na separação, ou triagem, dos materiais recicláveis para reciclagem, e devem ser considerados, em sua participação na limpeza urbana, pelos municípios.

PEV

Os PONTOS DE ENTREGA VOLUNTÁRIA - PEV são locais estratégicos onde a população pode levar seus materiais recicláveis, sendo um complemento ao processo de envio ao sistema de coleta seletiva, pois, os cidadãos podem levar seus recicláveis nesses pontos. Os PEV são resultantes de parcerias entre fabricantes e importadores de produtos comercializados em embalagens, e os distribuidores e comerciantes, todos signatários do Acordo Setorial.

As ações em PEV visam ao fortalecimento da parceria fabricantes/comerciantes para triplicar e consolidar os pontos de entrega voluntária, instalados em lojas ou em outros locais, públicos ou privados, não se limitando aos espaços das lojas do comércio, obedecendo aos critérios técnicos e operacionais estabelecidos no Acordo Setorial. Esses PEV são locais para recebimento de embalagens em geral fruto das atividades de consumo e não destinados ao recebimento de produtos. Em alguns casos específicos os PEV podem ser dedicados ao recebimento de um material em específico, mas sempre referente a materiais de embalagens em geral.

Campanha

Todas as ações de divulgação têm o objetivo de disseminar informações sobre os procedimentos a serem seguidos para a adequada devolução das embalagens de forma a facilitar o processo na cadeia da reciclagem, tendo as palavras chave: mobilizar, informar e inspirar. Ou seja, promover a sensibilização para a gestão dos resíduos sólidos, valorizando-os como recursos - matéria-prima para novos produtos.

A campanha de comunicação da Coalizão Embalagens - Separe. Não pare! - integra ações, realizadas com base em pesquisas com sondagem de opinião do público para conhecer a atitude e percepções dos cidadãos das 12 capitais, identificando oportunidades para campanha de incremento à coleta seletiva de recicláveis.

Opiniões dos Especialistas